fbpx

É realmente muito comum nos depararmos com situações de impaciência no nosso cotidiano, seja de nós mesmos ou pelas pessoas ao nosso redor. Quase todo mundo já teve um momento ou um dia de irritação, e essa sensação atinge tantas pessoas justamente porque suas causas são muito amplas.

E, geralmente, esses nervos ficam mais intensos e evidentes em períodos de mais agitação e cansaço físico e mental na vida dos indivíduos, claro, não é coincidência: uma coisa está diretamente ligada à outra, e o ponto de partida para evitarmos esses piques impacientes é ter mais equilíbrio mental em nossas ações da rotina.

As principais causas 

Diretamente ligada ao estresse, a impaciência impulsiva e frequente pode ser explicada pela exaustão do indivíduo. Geralmente, pessoas muito impacientes estão passando por situações onde não conseguem controlar ou resolver ocasiões adversas e, por isso, agem de forma impulsiva e acabam se irritando com qualquer coisa, por mínima que possa ser. 

Ou seja, a sobrecarga, em geral, vem mais do acúmulo, tanto do presente quanto do passado, e não do fato em si ocorrido no momento. Além disso, os casos de irritação também podem ter relação com problemas ou questões não resolvidas, por exemplo: se uma pessoa não tem tanta paciência com um colega específico de trabalho, é porque, provavelmente, eles possuem uma pendência a ser resolvida. E essa “trava” acaba surgindo no relacionamento dos dois indivíduos. 

Outros casos podem ser relacionados a situações específicas: se você possui muita impaciência para falar sobre determinado assunto, é porque há algo a ser resolvido sobre isso. E em nenhum aspecto é positivo ficarmos internalizado ou prolongando esse tipo de pendência em nós mesmos, pois os nervos à flor da pele são só uma das consequências que isso pode provocar.        

Como devemos lidar com a impaciência?

O primeiro passo para mudar esse panorama é compreendê-lo e aceitá-lo. A negação deste sentimento impulsivo só pode potencializá-lo e, desta forma, gerar mais casos e casos de ofensas gratuitas (e até involuntárias) e estresse excessivos. Então, se você ouve com frequência que está impaciente ou se sente muito esgotado, quase que agindo de forma automática, talvez seja a hora de fazer uma reflexão e, até, procurar auxílio psicológico.        

E é o profissional da psicologia que poderá ajudar na reorganização dos pensamentos; a encontrar possíveis empecilhos que atrapalham na resolução de algumas situações incômodas e a entender que a impaciência não contribui com nada. Muito pelo contrário, ela prejudica e muito o convívio social, podendo piorar ainda mais as situações negativas envolvidas. 

Aqui, nos meus atendimentos, o Brainspotting entra como uma ferramenta essencial para facilitar o corpo a liberar a sobrecarga que vem do passado, remoto ou não, e permitir uma mudança mais fluida e eficaz. Desta forma, podemos encontrar e estabelecer o equilíbrio emocional buscado, proporcionando muito mais bem-estar, leveza e harmonia para nossa vida pessoal e profissional.

Por isso, apesar de ser comum, não podemos deixar a impaciência tomar conta de nossos dias. Assim vamos nos aproximar das pessoas que mais gostamos e nos livrar dos empecilhos que estejam impedindo o nosso próprio progresso. Para descobrir mais, basta acessar o link e ficar por dentro de todas as novidades que selecionamos para você: danielgabarra.com.br.  



Comentários
Open chat
1
Para informações sobre os cursos e inscrições, clique abaixo e envie-nos uma mensagem direta pelo Whatsapp. Até logo!
Powered by