fbpx
Setembro Amarelo: o que você precisa saber e como ajudar

Setembro Amarelo: o que você precisa saber e como ajudar

√Č PRECISO AGIR! Essa √© a principal mensagem da Campanha Nacional de Preven√ß√£o ao Suic√≠dio – o Setembro Amarelo – de 2020. Nos √ļltimos anos, essa campanha ganhou evid√™ncia no Brasil e no mundo, mas, mesmo assim, ainda √© preciso muito mais para diminuir os n√ļmeros do suic√≠dio e preservar a vida de milhares de pessoas.

Sendo uma tem√°tica pouqu√≠ssima abordada, √© necess√°rio que o di√°logo, a aten√ß√£o e os cuidados fa√ßam a diferen√ßa para acolher pessoas em situa√ß√£o de vulnerabilidade social e de sa√ļde psicol√≥gica, j√° que a depress√£o, por exemplo, √© uma das maiores causas de suic√≠dio no mundo.

Preven√ß√£o: di√°logo, cuidado e acolhimento   

E a maior forma de preven√ß√£o ao ato de atentar contra a pr√≥pria vida √© a busca por cuidados, e a a√ß√£o de ir ao reencontro com a felicidade. √Č saber que, por mais dif√≠cil que esteja, existe solu√ß√£o, existem novos caminhos a serem seguidos.

Tudo isso pode ser encontrado e oferecido às pessoas nessa situação por meio do acolhimento, do carinho, do cuidado, não só pelos profissionais capacitados a isso, mas por todas as pessoas que identifiquem essa situação extrema em outro ser.

Ent√£o, a dica √© essa: ofere√ßa apoio, acolha a dor do outro e no momento oportuno, mostre que pode existir novos recome√ßos e reencontros com a alegria e a energia vital. Convide-as para uma conversa, ou√ßa a dor e o desabafo e, claro, incentive √† busca pela ajuda profissional. Essas a√ß√Ķes parecem pequenas, mas, acredite, podem salvar vidas!  

Luto: carinho e respeito √†s pessoas     

Existem, tamb√©m, milhares de situa√ß√Ķes envolvendo pessoas que perderam seus entes queridos desta forma, e a aten√ß√£o a elas precisa ser lembrada. √Č necess√°rio fazer o mesmo processo de acolhimento, de ressignifica√ß√£o e mostrar que existem mudan√ßas e caminhos positivos a serem seguidos.

Não se esqueça: todos merecem e podem encontrar apoio, e quem está passando por essa situação ou perdeu alguém que passou por isso, merece e precisa muito! Ninguém tem que estar sozinho, todos podem ser ouvidos e acolhidos.

Ajuda profissional   

Os profissionais da psicologia devem sempre servir como caminho, alternativa para ajudar quem mais precisa nesses momentos. O trabalho realizado pelos psicólogos e psicólogas é a prova prática de que podemos reverter essa situação. Então não hesite na hora de procurar ajudar com quem é capacitado pra isso. 

Além disso, existem algumas redes de apoio que podem ajudar muito: o CVV РCentro de Valorização da Vida, oferece diversos canais de comunicação gratuitos para conversar com qualquer pessoa que deseje. Basta acessar: www.cvv.org.br ou ligar no 188.

Claro, a informa√ß√£o tamb√©m pode salvar vidas. Para isso, acesse setembroamarelo.com e conhe√ßa mais detalhes sobre a campanha de preven√ß√£o ao suic√≠dio. E lembre-se sempre que a conscientiza√ß√£o √© fundamental e, acima de tudo, existe sempre um novo caminho de encontro com a felicidade. Vamos, juntos, vencer tudo isso! ❤

Inteligência emocional: o segredo para o sucesso

Inteligência emocional: o segredo para o sucesso

O que voc√™ pensa sobre intelig√™ncia emocional? Uma habilidade de se manter no controle das situa√ß√Ķes e encontrar as melhores maneiras de resolver conflitos? Bom, isso pode sim ser relacionado √† essa caracter√≠stica fortemente presente em algumas pessoas.

Na pr√°tica psicol√≥gica, essa capacidade √© descrita como o reconhecimento e a avalia√ß√£o de seus pr√≥prios pensamentos e sentimentos – bem como das outras pessoas – e em conseguir lidar com eles em diversas circunst√Ęncias. Ou seja, as pessoas com essa capacita√ß√£o tendem mesmo a se destacar como l√≠deres, seja no trabalho, em casa com a fam√≠lia e at√© entre os amigos. 

Virtude buscada em grandes profissionais

Possuir inteligência emocional é fundamental para alcançarmos o melhor em nossas vidas, e quando o assunto for a carreira profissional, isso é mais essencial ainda. Tão importante quanto a sabedoria intelectual e as habilidades para a função a ser desempenhada, um profissional de destaque também é caracterizado pelo equilíbrio psicológico.

Isso vale, tamb√©m, para cargos de lideran√ßa nos quais as rela√ß√Ķes interpessoais podem demandar ainda mais controle emocional para lidar com conflitos, interesses e v√°rias outras quest√Ķes do ambiente de trabalho. 

N√£o √† toa, nos dias atuais grandes empresas prezam tanto por esse aspecto que chegam a oferecer o acompanhamento psicol√≥gico em suas institui√ß√Ķes com o objetivo de evidenciar essa qualidade muito importante em seus funcion√°rios. Al√©m, √© claro, de buscar isso no momento da contrata√ß√£o de novos membros para suas equipes.  

Rela√ß√Ķes da vida mais saud√°veis

Claro, ter intelig√™ncia emocional vai muito al√©m de conseguir mais sucesso profissional. Isso tem a ver com a melhoria das suas rela√ß√Ķes sociais e pessoais, seja com a fam√≠lia ou com os amigos, e at√© mesmo em relacionamentos amorosos. 

Afinal, quando você consegue se compreender melhor, consequentemente desenvolve a habilidade de aceitar e entender as outras pessoas, suas próprias fraquezas, qualidades e quase tudo aquilo que possa envolver o convívio social, independentemente do grau de proximidade com os indivíduos.

Com ter mais intelig√™ncia emocional?     

Algumas pessoas possuem essa caracter√≠stica em sua ess√™ncia, como se fosse um dom atribu√≠do √† ela, e, com o passar do tempo, aperfei√ßoado. J√° outros seres tendem a desenvolver essa proeza com suas pr√≥prias experi√™ncias e viv√™ncias, assim como tem muita gente que trabalha em si mesmo para alcan√ßar essa habilidade.    

O que pode ser complexo e demanda dedicação, autoconhecimento, empatia, bastante senso social e muitas outras características que podem ser alcançadas, desenvolvidas e aperfeiçoadas com o acompanhamento psicológico.    

Fato √© que com a intelig√™ncia emocional voc√™ tem muito a ganhar, √© um fator que tem o poder de ressignificar muita coisa no seu dia a dia e proporcionar sua caminhada para uma vida com rela√ß√Ķes muito mais saud√°veis.     

Claro, você pode e deve ter ajuda para alcançar tudo isso. Estou à disposição para te acompanhar nessa jornada. Acesse para conhecer mais e, quem sabe, agendar até uma conversa online: https://bit.ly/2Fmccto.  

Fake news: por que somos tão atraídos por elas?

Fake news: por que somos tão atraídos por elas?

Quando falamos em fake news, qual a primeira coisa que vem √† sua mente? Uma informa√ß√£o sem no√ß√£o que viu hoje no grupo da fam√≠lia no WhatsApp ou aquele link ‚Äúsem p√© nem cabe√ßa‚ÄĚ que um colega do trabalho compartilhou no Facebook?

Essas são características básicas que, geralmente, servem para identificar uma notícia falsa que começa a surgir nas redes sociais, chegam às conversas e debates e, em alguns casos, moldam até os pensamentos das pessoas.

Mas, de fato, por que as pessoas s√£o t√£o atra√≠das por not√≠cias falsas desde as mais comuns at√© as completamente inacredit√°veis? √Č s√≥ continuar lendo para descobrir.

Os fakes e os fatos dos acontecimentos

Certamente voc√™ ouviu bastante o termo ‚Äúfake news‚ÄĚ nos √ļltimos meses, e isso acontece porque as not√≠cias falsas ganham ainda mais propor√ß√£o quando surgem grandes acontecimentos, e, convenhamos, al√©m da pandemia do novo coronav√≠rus, t√™m acontecido muitas outras coisas no Brasil e no mundo. ¬†

Na prática, esse termo serve para denominar as notícias falsas sobre quaisquer assuntos em debate, e neste ano uma das grandes vítimas dessa prática considerada criminosa, muito comum nas mídias online, é a pandemia da COVID-19.

Para exemplificar isso, vamos falar sobre o coronav√≠rus, que ainda gera muito debate e informa√ß√Ķes falaciosas. A cada dia surgem novas hist√≥rias sobre o surgimento dessa doen√ßa e at√© mesmo sobre seus tratamentos, fato que s√≥ serve para atrapalhar na conscientiza√ß√£o da popula√ß√£o sobre os procedimentos corretos a serem realizados.

Personalidade controladora e as notícias falsas

√Č dif√≠cil encontrar algu√©m que simplesmente aceite que tal quest√£o n√£o possui uma explica√ß√£o imediata, e isso aliado √† mania de controle humana at√© sobre as quest√Ķes que fogem de seu alcance mais a sensa√ß√£o de n√£o preenchimento sobre um fato e a falta resolu√ß√Ķes, resulta em hip√≥teses, o famoso ‚Äúligar uma coisa √† outra, um ponto ao outro‚ÄĚ.

Isso explica, por exemplo, o motivo de tanta gente acreditar que o vírus foi criado por laboratórios orientais, já que os primeiros casos da doença foram relatados na China e sem uma causa plausível para nossa realidade cultural e social do ocidente.

Ou seja, √© muito mais f√°cil para as pessoas aqui acreditarem que um pa√≠s criou um v√≠rus com m√ļltiplos objetivos do que compreender que as respostas ainda sejam desconhecidas.

A atração pelo irreal

Essa atra√ß√£o pelo que n√£o √© real, pelas not√≠cias falsas, tamb√©m faz parte de um processo de fuga da realidade comumente praticado de forma consciente e inconsciente pelas pessoas. O irreal √© mais atrativo, ele mexe com nosso imagin√°rio e passa a fazer muito sentido, quase que nos desconectando do nosso ser racional. 

Além disso, a busca excessiva por respostas acaba nos atrapalhando na hora de disseminar se aquilo pode ou não ser verídico, se for o suficiente para saciar esse desejo de resolução de um fato, então podemos entendemos como real.

Evitando as fakes news

Para não cair mais nos falsos contos das notícias falsas e não prejudicar a vida de alguém ou fazer uma falácia sobre fatos históricos atuais ou do passado, é importante que você só reproduza a informação se tiver muita certeza sobre ela.

Certeza que vem por meio de pesquisas que podem ser feitas rapidamentes na própria internet, em sites confiáveis, claro. No WhatsApp, por exemplo, já é possível pesquisar a veracidade de mensagens compartilhadas de forma muito prática.     

E n√£o se esque√ßa, tamb√©m, de outra coisa importante: a vida n√£o √© uma f√≥rmula exata, algumas coisas demoram a fazer sentido, assim como para encontrar as respostas que desejamos. E est√° tudo bem, n√£o se preocupe, faz parte e s√£o essas incertezas que podem nos tornar especiais.    

Tudo que você precisa saber sobre a tricotilomania

Tudo que você precisa saber sobre a tricotilomania

Voc√™ j√° ouviu falar da tricotilomania (TTM)? √Č uma desordem comportamental cr√īnica caracterizada pela a√ß√£o de arrancar, compulsivamente, fios do couro cabeludo ou de quaisquer outras regi√Ķes do corpo.

E apesar de causar estranhamento num primeiro momento, esse comportamento √© bem mais comum do que voc√™ imagina e, em boa parte das ocasi√Ķes, √© feito de forma involunt√°ria. Entretanto, a falta de conhecimento da maioria das pessoas √© atribu√≠da ao reconhecimento da TTM como uma disfun√ß√£o mais recente.¬†

Para se ter uma ideia da gravidade dessa a√ß√£o, ela √© t√£o intensa que acaba resultando em grandes falhas capilares, agravando quest√Ķes com baixa autoestima, depress√£o e outras poss√≠veis condi√ß√Ķes j√° existentes, mas ainda silenciadas, na pessoa em quest√£o.

Por que a TTM acontece?

Geralmente, as pessoas que desenvolvem a TTM relacionam esse ato a um período ou estado vivido marcado por algumas características, entre as principais estão:

  • Tens√£o excessiva
  • Tristeza
  • Estresse
  • Agita√ß√£o
  • Ang√ļstia
  • Mudan√ßas dr√°sticas
  • Ansiedade  

A a√ß√£o de arrancar os fios, em meio a essas situa√ß√Ķes, se torna prazerosa e aliviante, transformando essa condi√ß√£o em um ref√ļgio. Logo, a pessoa passa a repetir diversas vezes de forma intencional ou autom√°tica e, at√© mesmo, inconsciente.

Al√©m disso, essa disfun√ß√£o comportamental pode estar atribu√≠da a traumas e viv√™ncias que possam ter deixado marcas negativas na pessoa, desencadeando a tricotilomania, geralmente, na adolesc√™ncia ou na fase adulta.    

Diferen√ßa entre queda de cabelo e TTM 

√Č comum haver queda de cabelo entre homens e mulheres, e isso pode estar atribu√≠do √† gen√©tica e v√°rios outros fatores. Contudo, isso acontece de forma involunt√°ria, sem a a√ß√£o humana, e, geralmente, na fase adulta, ap√≥s os 30 anos. 

J√° a tricotilomania causa grandes falhas capilares at√© em pessoas jovens, na regi√£o da cabe√ßa, barba ou em quaisquer outras partes do corpo e √© sempre atribu√≠da √† a√ß√£o de puxar, cometida pelo pr√≥prio adulto ou adolescente.   

Existem tratamentos?

Apesar de ser um assunto consideravelmente novo, a tricotilomania j√° chama a aten√ß√£o de especialistas de diversas √°reas que buscam formas mais assertivas de tratamento e preven√ß√£o. 

Atualmente, o mais indicado às pessoas nessa situação é a busca pelo acompanhamento psicológico. Claro, as terapias de base cerebral, como o Brainspotting, podem oferecer um grande diferencial nesses casos. Eventualmente, o tratamento também pode ser reforçado com medicamentos ou grupos de apoio, por exemplo.

Ent√£o a dica √© a seguinte: se voc√™ se identificou com alguns dos pontos levantados aqui, √© importante buscar aux√≠lio junto aos profissionais adequados e confi√°veis, e – mais do que qualquer coisa – se entender e compreender que a TTM, bem como outras disfun√ß√Ķes, pode se desenvolver em qualquer pessoa por uma infinidade de motivos, e procurar ajuda √© um ato de amor a si mesmo.

A sa√ļde mental dos homens nos dias atuais

A sa√ļde mental dos homens nos dias atuais

O mundo vem vivendo grandes mudan√ßas, seja na forma como nos comunicamos, vestimos ou nos divertimos, por exemplo. Sim, quase tudo tem passado por transforma√ß√Ķes, quebrando costumes antigos que n√£o fazem mais sentido no s√©culo XXI.

Mas, mesmo assim, algumas coisas ainda enfrentam muitas dificuldades para mudar. Uma delas √© a preocupa√ß√£o dos homens com a sa√ļde, principalmente a mental. Mesmo nos dias atuais, a sa√ļde masculina n√£o √© debatida como deveria, e quando se trata do aspecto psicol√≥gico, isso ocorre menos ainda. 

Bem-estar psicol√≥gico masculino na pr√°tica 

Segundo dados de uma pesquisa realizada pela revista Sa√ļde, ‚Öď dos homens enxerga o aspecto psicol√≥gico como o maior obst√°culo para se ter mais qualidade de vida. E isso era de se imaginar, j√° que boa parte do sexo masculino s√≥ procura o acompanhamento mental em situa√ß√Ķes mais extremas, quando s√£o encaminhados ou entendem que essa √© a √ļltima alternativa para a resolu√ß√£o de seus conflitos. 

Ou seja, raramente se busca a ajuda do profissional da psicologia de forma preventiva, como uma das primeiras vias de tratamento ou, at√© mesmo, para potencializar sua qualidade de vida, como √© indicado para qualquer pessoa, independentemente de sexo. 

Por que isso ainda acontece? 

Essa questão não é recente, faz parte de uma construção social bem antiga e que é fundamentada no preconceito e no falso mito de que os homens são menos suscetíveis a doenças, relacionada àquela ideia de força extrema e de invencibilidade, atribuída aos meninos ainda nos primeiros anos da vida.

Afinal, quem aqui nunca ouviu aquela hist√≥ria de que ‚Äúhomem n√£o chora‚ÄĚ? E esse √© s√≥ um exemplo, entre milhares, que traz √† tona a quest√£o do tabu ainda existente quando tratamos da sa√ļde masculina. 

O que fazer para mudar esse cen√°rio? 

Obviamente, assim como qualquer pessoa, todos os homens est√£o prop√≠cios a problemas f√≠sicos e psicol√≥gicos, e buscar ajuda m√©dica n√£o √© s√≥ necess√°rio, como √© um direito de todos. 

E se voc√™ √© homem e nunca separou um tempo para dar a devida aten√ß√£o ao seu aspecto psicol√≥gico, reflita e entenda que voc√™ pode, deve e merece ter mais bem-estar na sua rotina, al√©m de n√£o ter a obriga√ß√£o de ser ‚Äúdur√£o‚ÄĚ ou viver reprimindo seus pr√≥prios sentimentos.

Essa conscientiza√ß√£o vale para todos e todas, o incentivo e o apoio tamb√©m √© fundamental na busca por mais sa√ļde e na quebra desse costume que s√≥ traz malef√≠cios para os indiv√≠duos e a sociedade como um todo. Afinal, quando estamos de bem com n√≥s mesmos, conseguimos lidar melhor com o mundo e quem mais est√° ao nosso redor. 

Tudo isso tem a ver com voc√™ e com quem ama, para se sentirem realmente bem. N√£o h√° motivos para inibir esse cuidado. E para te ajudar, estou √† sua disposi√ß√£o. Que tal entrar em contato e agendar uma poss√≠vel conversa?