fbpx
Mês da Consciência Negra: por mais igualdade sempre

Mês da Consciência Negra: por mais igualdade sempre

O ano de 2020 marcou pra sempre a hist√≥ria da humanidade, certamente o mundo n√£o ser√° o mesmo depois de tudo que vivemos nos √ļltimos meses. E entre tantos fatos marcantes, hoje o destaque √© relacionado √† grandeza da luta contra o racismo ao redor do planeta. 

Movimentos antirracistas de vários países saíram às ruas e ecoaram o grito por justiça, igualdade, respeito e liberdade em todos os continentes. E, claro, tudo isso chamou a atenção de milhares de pessoas para reverem suas condutas no dia a dia.

A psicologia e o seu lugar de fala

Bem importantes, essas a√ß√Ķes trouxeram diversas quest√Ķes √† tona, inclusive no que se diz respeito √† sa√ļde mental da popula√ß√£o negra, que merece muita aten√ß√£o de todos n√≥s! Afinal, √© ineg√°vel que, por muitas d√©cadas, os cuidados com o bem-estar psicol√≥gico n√£o tiveram a acessibilidade necess√°ria.

E ainda nos dias atuais é importante se adequar e atentar-se à essa realidade da desigualdade racial e na forma como ela impacta no psicológico de mulheres, homens e crianças negras. Ter esse entendimento social é essencial para realização de atendimentos justos e que possam realmente proporcionar mais qualidade de vida às pessoas.

Ent√£o, o primeiro passo √© sempre ligado √† compreens√£o e, em seguida, ao entendimento de que pessoas de ciclo sociais e raciais diferentes t√™m anseios e sofrimentos, tamb√©m, diferentes. 

Obviamente, esse tipo de entendimento n√£o vem de um dia para o outro, assim como a pr√°tica de colocar essa compreens√£o al√©m da teoria nos atendimentos. √Č necess√°rio um aprendizado continuo, continuo mesmo, que n√£o tem prazo para acabar. Assim como a quebra de conceitos j√° estabelecidos e que n√£o condizem com a realidade das pessoas.  

Racismo x antirracismo 

Outro ponto importante a ser destacado em meio a esse debate √© o de se levantar a bandeira antirracista, muito al√©m de simplesmente defini-lo como algo ou atitude ruim, √© importante mudar nossa vis√£o e h√°bitos para, assim, porpor uma sociedade igulit√°ria. 

Ser contra o racismo n√£o tem, de fato, nada a ver com quest√£o ideol√≥gica ou de vida, √© um dever social de todo indiv√≠duo, afinal, independentemente de quaisquer circunst√Ęncias, todos merecem respeito.     

E não importa qual seja o dia Рe nem precisamos esperar este simbólico 20 de novembro, é fundamental que todos e todas se unam à voz de quem luta, acima de tudo, por igualdade e respeito!

Que tal fazermos um exerc√≠cio de reflex√£o? Reflita sobre seus pensamentos e atitudes e busque identificar quais pontos podem ser melhorados na busca por uma sociedade realmente justa e igual a todos.   

Eu, por exemplo, fa√ßo isso o tempo todo e sempre me surpreendo com padr√Ķes repetidos que merecem revis√£o! E nesse caminho, uma das coisas que est√° ao meu alcance para ajudar na constru√ß√£o de um mundo melhor e mais igualit√°rio √© oferecer bolsas de estudos para a popula√ß√£o negra nos meus cursos.

Todos, de alguma forma, podem sempre fazer alguma coisa, desde pequenas atitudes √†s maiores, a mudan√ßa pode sim partir de n√≥s mesmos. 😉 

Apesar de tudo, ainda estamos na quarentena

Apesar de tudo, ainda estamos na quarentena

Voc√™ tamb√©m tem notado que muita gente j√° voltou √† ‚Äúvida normal‚ÄĚ mesmo com o mundo ainda estando em per√≠odo de pandemia? Muitas pessoas v√™m questionando o fato de parecer serem as √ļnicas a estarem ainda dentro de casa, seguindo as recomenda√ß√Ķes dos √≥rg√£os de sa√ļde.

E, al√©m da pr√≥pria quest√£o da Covid-19, essa volta antecipada das pessoas ‚Äúao normal‚ÄĚ acaba desencadeando uma ansiedade excessiva em quem ainda est√° respeitando a¬†quarentena, afinal, todos queremos ir para a divers√£o, mas ainda n√£o √© o momento ideal.

Miss√£o: ficar em casa       

Boa parte das atividades comerciais j√° voltaram de forma gradual, com funcionamento em hor√°rios alternativos, inclusive os estabelecimento voltados ao lazer, como bares, restaurantes e shoppings.

Entretanto, isso n√£o significa que j√° est√° tudo certo, √© necess√°rio cumprir uma s√©rie de normas para abrir e frequentar esses espa√ßos, que ainda devem ser evitados por quem faz parte do grupo de risco. 

As festas, reuni√Ķes e confraterniza√ß√Ķes em casa ainda n√£o s√£o aconselh√°veis, e o que voc√™ deve estar vendo em suas redes socais √© o contr√°rio de tudo isso. Mas, calma: voc√™ n√£o est√° sozinho(a) nessa! 

Como voc√™, ainda exitem milhares de pessoas que seguem rigorosamente as orienta√ß√Ķes de seguran√ßa, mas entendo, tamb√©m, que isso n√£o diminui sua ansiedade ou vontade de sair para se divertir.

Como agir neste momento? 

Cientistas e m√©dicos do mundo todo j√° deixaram claro que o momento ainda √© de alerta, alguns pa√≠ses que haviam controlado a prolifera√ß√£o do v√≠rus voltaram a ter grandes incid√™ncias e a √ļnica forma de combate √† doen√ßa continua sendo a mesma dos √ļltimos meses: o isolamento. 

Se voc√™ conseguiu se reencontrar nos √ļltimos meses e criar novas rotinas, organiza√ß√Ķes e ressignificar os momentos de trabalho e lazer, a dica √© manter o ritmo. Se as redes sociais tem lhe causado estresse e ansiedade, substitua elas por outras atividades por um tempo.

Troque-as por games, filmes, livros, atividades f√≠sicas ou cozinhar: o importante √© tentar descansar a mente e n√£o ficar lembrando que tem gente se aglomerando por a√≠. E, tenha certeza, no momento certo voc√™ vai se divertir nas ruas e em outros locais como tanto deseja e com sa√ļde.

Agora, se você ainda se sente deslocado(a) com o novo dia a dia, também está tudo bem! Essas mudanças tão bruscas em meio a tudo que vem acontecendo é realmente difícil de assimilar. O importante é respeitar o seu tempo, bem-estar e, claro, a quarentena.

Mais sa√ļde psicol√≥gica em casa

Diante deste cen√°rio, se cuidar por inteira(o) continua, como sempre, sendo muito importante para uma boa qualidade de vida. E isso inclui cuidados com o corpo, alma e mente. 

N√£o deixe de praticar atividades f√≠sicas, mesmo as mais simples, de casa. Conecte-se com o que √© importante pra voc√™ e cuide do seu aspecto psicol√≥gico, a√ß√£o que pode ser feita com sess√Ķes de terapia online e que tem o poder de potencializar seu bem-estar e te ajudar a enfrentar este momento e os processos decorrentes dele.
Para conhecer um pouco mais sobre a terapia online, basta clicar aqui. Afinal, o foco agora √© a sa√ļde de todos, inclusive a sua.

Outubro Rosa: cuidar de si mesma é a maior prevenção

Outubro Rosa: cuidar de si mesma é a maior prevenção

Outubro chegou e, com ele, mais uma campanha muito importante para a sa√ļde: o Outubro Rosa, que tem como foco a preven√ß√£o do c√Ęncer de mama, um dos mais comuns entre as mulheres.¬†

N√£o √† toa, o mundo todo se mobiliza para alertar sobre os cuidados e a import√Ęncia do autoexame, j√° que esse √© o c√Ęncer mais incidente entre as mulheres, representando 24,2% da totalidade dos casos.  

A import√Ęncia do autoexame 

Uma das formas mais assertivas de se chegar ao sucesso no combate ao c√Ęncer de mama √© com a realiza√ß√£o do autoexame e o diagn√≥stico precoce. Dessa forma, se √© poss√≠vel ter at√© 95% de chance de cura da doen√ßa, ou seja, quando mais cedo diagn√≥stica, maiores as possibilidades de recupera√ß√£o.   

Quanto mais voc√™ se cuida e d√° mais aten√ß√£o √† sua sa√ļde, maiores s√£o as possibilidades de se conectar com o seu melhor lado e o que de melhor o mundo e a vida podem te proporcionar.

5 passos para realização do autoexame

Antes de trazer aqui um pequeno passo a passo com dicas para o autoexame, é importante lembrar que ele não substitui o exame clínico com os especialistas, que também deve ser realizados com frequência, combinado?

  1. Levante um dos bra√ßos at√© a altura da cabe√ßa e, com o outro, identifique se h√° achatamento, sali√™ncia ou sensa√ß√£o de aspereza no seio.   
  2. Atente-se também para sinais com tons fortes de vermelho e enrugamento.
  3. Observe se o tamanho, posição e forma do mamilo estão normais!
  4. Outro passo importante é o de pressionar levemente o mamilo, e assim verificar se ocorre algum sangramento ou sinal de secreção.
  5. Levemente, pressione a mama com os dedos, fazendo círculos da axila até o mamilo e observe se há presença de nódulos ou algum endurecimento.

S√≥ no Brasil, segundo estimativa do INCA (Instituto Nacional do C√Ęncer), 66.280 novos casos de c√Ęncer de mama v√£o ser registrados neste ano, uma taxa de incid√™ncia de 43,74 por 100 mil mulheres.

Desses, mais de 8 mil ocorrer√£o em mulheres com menos de 40 anos, o que corresponde a 12% das ocorr√™ncias. Isso demonstra a import√Ęncia de se fazer o autoexame e acompanhar sua sa√ļde de perto com os m√©dicos especialistas desde cedo!  

C√Ęncer de mama em homens    

Apesar de ser bem mais raro, a doen√ßa tamb√©m pode acometer os homens. Mesmo em quantidades bem menores, o corpo masculino tamb√©m possui gl√Ęndulas mam√°rias e horm√īnios femininos.

Por isso, cerca de 1% dos casos de c√Ęncer de mama acontecem em homens, porcentagem que, mesmo parecendo pequena, deve servir de alerta! E √© justamente por ser mais raro que o diagn√≥stico √© feito de forma tardia, a√ß√£o que diminui as chances de cura e efic√°cia dos tratamentos. 

Ent√£o, n√£o d√™ chance ao azar e, desde os primeiros sinais, cuide-se e consulte o m√©dico especialista. 

E n√£o importa o sexo ou a idade: priorize sempre sua sa√ļde e seu bem-estar, √© por meio dela que seus dias e objetivos podem ganhar os signfiicados que voc√™ relamentre deseja!  

A import√Ęncia do autoconhecimento para sua qualidade de vida

A import√Ęncia do autoconhecimento para sua qualidade de vida

√Č bem prov√°vel que voc√™ j√° tenha ouvido falar sobre o autoconhecimento, mas sabe na pr√°tica o que √© e a sua real import√Ęncia para a sua vida? Eu vou te contar e, al√©m disso, mostrarei como voc√™ pode alcan√ß√°-lo e levar mais qualidade de vida para os seus dias! Vamos l√°?

Autoconhecimento pessoal 

Voc√™ se conhece de verdade? Conhece seus anseios, seus medos, a sua pr√≥pria vis√£o de si mesmo e do mundo ao seu redor? Ter as respostas concretas para essas quest√Ķes √©, tamb√©m, ter autoconhecimento. E por que isso √© importante? 

Bom, quanto mais nos entendemos, maiores s√£o as possibilidades de nos darmos bem com outras pessoas, de compreender os fatos que nos aconteceram ou acontecer√£o, de entender nossos pr√≥prios pensamentos, de lidar com conflitos internos e externos, elencar nossas prioridades e ir em busca de nossos objetivos reais, al√©m de v√°rias outras quest√Ķes.¬†

E ter certo controle sobre tudo isso pode trazer benef√≠cios para a nossa vida amorosa, em rela√ß√Ķes com familiares, amigos e diversos ciclos sociais. E, claro, pode organizar nossa vida de um jeito realmente funcional e, consequentemente, facilitar o alcance de nossos sonhos e metas.    

Afinal, quando sabemos quem somos, o que queremos e como queremos, as coisas podem fluir de forma ainda mais positiva! E quando n√£o fluem, esse conhecimento pr√≥prio √© essencial para nos fazer entender os processos da vida, nos dando mais sensibilidade para entender nosso processo evolutivo e as oscila√ß√Ķes que ocorrem nessa transi√ß√£o.

Autoconhecimento profissional 

Assim como na vida pessoal, se entender como profissional também é muito importante para trilhar as melhores rotas para seus objetivos, bem como para se manter forte nos momentos mais difíceis.

Independentemente da profissão, o ambiente de trabalho e o mercado podem ser bem difíceis, e quando você se entende como pessoa e profissional, os empecilhos perdem força e seus anseios ficam mais próximos. O que impacta positivamente na nossa vida pessoal, afinal, o trabalho é parte importante e significante de nossas vidas.

Como alcan√ßar o autoconhecimento? 

Muitas pessoas assimilam a busca por sa√ļde psicol√≥gica com situa√ß√Ķes mais extremas, mas √© importante evidenciar que fazer sess√Ķes com profissionais dessa √°rea tamb√©m tem muito a ver com o nosso autoconhecimento e a conex√£o com n√≥s mesmos.

Afinal, para termos mais qualidade de vida e uma rotina mais saud√°vel √© fundamental estarmos de bem com o que n√≥s somos, ter sensibilidade para entender o nosso pr√≥prio processo de evolu√ß√£o e estar aberto para as oscila√ß√Ķes bem comuns do dia a dia.

E alcan√ßar tudo isso √© bem mais simples quando fazemos um o acompanhamento da nossa sa√ļde mental, afinal, todo mundo merece ter ajuda para se entender e entender o que acontece ao nosso redor. 

Claro, esse processo de autoconhecimento √© muito espec√≠fico de cada pessoa, bem como a forma como alcan√ß√°-lo, mas receber ajuda profissional √© sempre um passo importante para essa transforma√ß√£o. 

E √© importante sempre lembrar que todos e todas tenham seu pr√≥prio tempo, √© fundamental entend√™-lo e respeit√°-lo, combinado?  

Setembro Amarelo: o que você precisa saber e como ajudar

Setembro Amarelo: o que você precisa saber e como ajudar

√Č PRECISO AGIR! Essa √© a principal mensagem da Campanha Nacional de Preven√ß√£o ao Suic√≠dio – o Setembro Amarelo – de 2020. Nos √ļltimos anos, essa campanha ganhou evid√™ncia no Brasil e no mundo, mas, mesmo assim, ainda √© preciso muito mais para diminuir os n√ļmeros do suic√≠dio e preservar a vida de milhares de pessoas.

Sendo uma tem√°tica pouqu√≠ssima abordada, √© necess√°rio que o di√°logo, a aten√ß√£o e os cuidados fa√ßam a diferen√ßa para acolher pessoas em situa√ß√£o de vulnerabilidade social e de sa√ļde psicol√≥gica, j√° que a depress√£o, por exemplo, √© uma das maiores causas de suic√≠dio no mundo.

Preven√ß√£o: di√°logo, cuidado e acolhimento   

E a maior forma de preven√ß√£o ao ato de atentar contra a pr√≥pria vida √© a busca por cuidados, e a a√ß√£o de ir ao reencontro com a felicidade. √Č saber que, por mais dif√≠cil que esteja, existe solu√ß√£o, existem novos caminhos a serem seguidos.

Tudo isso pode ser encontrado e oferecido às pessoas nessa situação por meio do acolhimento, do carinho, do cuidado, não só pelos profissionais capacitados a isso, mas por todas as pessoas que identifiquem essa situação extrema em outro ser.

Ent√£o, a dica √© essa: ofere√ßa apoio, acolha a dor do outro e no momento oportuno, mostre que pode existir novos recome√ßos e reencontros com a alegria e a energia vital. Convide-as para uma conversa, ou√ßa a dor e o desabafo e, claro, incentive √† busca pela ajuda profissional. Essas a√ß√Ķes parecem pequenas, mas, acredite, podem salvar vidas!  

Luto: carinho e respeito √†s pessoas     

Existem, tamb√©m, milhares de situa√ß√Ķes envolvendo pessoas que perderam seus entes queridos desta forma, e a aten√ß√£o a elas precisa ser lembrada. √Č necess√°rio fazer o mesmo processo de acolhimento, de ressignifica√ß√£o e mostrar que existem mudan√ßas e caminhos positivos a serem seguidos.

Não se esqueça: todos merecem e podem encontrar apoio, e quem está passando por essa situação ou perdeu alguém que passou por isso, merece e precisa muito! Ninguém tem que estar sozinho, todos podem ser ouvidos e acolhidos.

Ajuda profissional   

Os profissionais da psicologia devem sempre servir como caminho, alternativa para ajudar quem mais precisa nesses momentos. O trabalho realizado pelos psicólogos e psicólogas é a prova prática de que podemos reverter essa situação. Então não hesite na hora de procurar ajudar com quem é capacitado pra isso. 

Além disso, existem algumas redes de apoio que podem ajudar muito: o CVV РCentro de Valorização da Vida, oferece diversos canais de comunicação gratuitos para conversar com qualquer pessoa que deseje. Basta acessar: www.cvv.org.br ou ligar no 188.

Claro, a informa√ß√£o tamb√©m pode salvar vidas. Para isso, acesse setembroamarelo.com e conhe√ßa mais detalhes sobre a campanha de preven√ß√£o ao suic√≠dio. E lembre-se sempre que a conscientiza√ß√£o √© fundamental e, acima de tudo, existe sempre um novo caminho de encontro com a felicidade. Vamos, juntos, vencer tudo isso! ❤