fbpx
√Č Lei: assist√™ncia psicol√≥gica e social nas escolas da rede p√ļblica √© direito dos alunos

√Č Lei: assist√™ncia psicol√≥gica e social nas escolas da rede p√ļblica √© direito dos alunos

Voc√™ j√° conhece a Lei n¬ļ 13.935/2019? Se √© um grande seguidor do mercado da sa√ļde e de tudo mais que a envolve, certamente j√° est√° sabendo desta novidade que promete muito para esta categoria em 2020.

A aprova√ß√£o e implementa√ß√£o da nova lei, por meio do poder p√ļblico, proporcionou muita comemora√ß√£o para a popula√ß√£o e profissionais da psicologia, j√° que ela prev√™ a presen√ßa de profissionais da psicologia nas escolas do ensino p√ļblico, atuando com uma equipe multidisciplinar nas institui√ß√Ķes.¬†

No entanto, essa obrigatoriedade importante para a sa√ļde e ensino da popula√ß√£o passou muito tempo tramitando nas esferas do poder, e chegou a ser travada por alguns meses. Mas, no fim de dezembro e in√≠cio de janeiro, teve o seu desejado desfecho.

Como vai funcionar?

A lei foi, enfim, publicada no Di√°rio da Uni√£o e, desde ent√£o, j√° est√° em vigor. Desta forma, as escolas t√™m um ano para se adequar e contar com o profissional da psicologia e assistentes sociais nas equipes de educa√ß√£o para atender os estudantes de acordo com as instru√ß√Ķes das pol√≠ticas educacionais de cada munic√≠pio.

Vale refor√ßar que o prazo final √© o de dezembro de 2020 para que toda a rede de ensino esteja devidamente equipada com os novos profissionais. Segundo os √≥rg√£os p√ļblicos, as fiscaliza√ß√Ķes junto √†s institui√ß√Ķes j√° devem come√ßar nos pr√≥ximos meses. 

Qual o ganho da Sociedade?

Com a presen√ßa de psic√≥logos e assistentes sociais nas equipes multiprofissionais das escolas, haver√£o n√£o s√≥ novos profissionais, mas novos saberes no ambiente escolar. Com isso, as a√ß√Ķes educacionais e preventivas poder√£o ser desenvolvidas e pensadas com maior complexidade.

Falando especificamente da psicologia, dificilmente o profissional ficar√° respons√°vel por atendimentos individuais. Mas, sim, com atua√ß√Ķes em grupo para a√ß√Ķes de promo√ß√£o preventivas como resolu√ß√£o de conflito, identifica√ß√£o precoce de dificuldades no aprendizado e favorecer a flexibiliza√ß√£o de ensino, entre outros aspectos positivos para a educa√ß√£o.

A psicologia escolar pode ir muito al√©m do olhar para o estudante, envolvendo todo o contexto escolar, inclusive aos pais, familiares e respons√°veis, bem como a sociedade ao redor do aluno.  

Agitação no mercado

A promulgação da nova Lei agitou o mercado! A procura por esses profissionais já cresceu no primeiro trimestre de 2020 e deve ter esse ritmo acelerado nos próximos meses, já que o prazo final para a contratação por parte das escolas se encerra no fim deste ano.

Al√©m de aquecer a busca pelos atuais psic√≥logos e psic√≥logas, a nova lei tamb√©m deve potencializar a procura dos estudantes pela gradua√ß√£o na √°rea, outro aspecto que promete trazer n√ļmeros ainda mais positivos para quem atua e se especializa nesta segmenta√ß√£o da sa√ļde. De fato, este mercado tem tudo para viver um de seus grandes momentos.

Essa é uma excelente oportunidade para quem sempre desejou entrar na área e para quem já está nela, agora é o momento de buscar mais capacitação e se preparar para ir ao encontro da nova demanda que o mercado vai exigir. Já é profissional e deseja potencializar sua carreira? Acesse o link e saiba como: danielgabarra.com.br/formacao.