Você já deixou de fazer alguma coisa que lhe proporcionaria prazer por temer as consequências ou, menos ainda, simplesmente por achar que não conseguiria ou não merecia? Então, saiba que no decorrer da vida deixamos escapar algumas oportunidades preciosas e momentos que poderiam ser inesquecíveis por causa de empecilhos que, na maioria dos casos, poderiam ser facilmente relativizados.

Todos possuímos os nossos medos, é natural, faz parte da construção da vida. E, entre esses traumas e receios, alguns são comuns para a sociedade, outros parecem estranhos e têm até os que chegam a ser cômicos no olhar dos outro, mas não menos dolorosos para quem os vive. E nada disso pode ser considerado irracional ou incomum, afinal, é a partir das vivências de cada indivíduo que surgem esses medos.

O segredo, entretanto, está em como conseguir equilibrar e libertar os medos perante os nossos desejos e necessidades. Assim, seria possível transformar essas travas emocionais, em aprendizados ou alertas de segurança, por exemplo.

Suponhamos que você tenha medo de dirigir ou usar o avião como meio de transporte em viagens, depois que reprocessado, o que antes era empecilho pode virar uma cautela moderada, fazendo você guiar o automóvel com máxima segurança ou viajar seguindo as regras necessárias durantes os voos.

Como conseguir ressignificar nossos medos? 

Claro, não é tão simples criar novos significados para sentimentos negativos. Em quase 100% dos casos é necessário aplicar tratamentos e acompanhamentos psicológicos. E, com a Terapia de Processamento, é possível alcançar este resultado e transformar esses traumas em sentimentos bem mais úteis à vida humana. 

Com este processo terapêutico conseguimos compreender que, muito além de simplesmente tentar conviver com nossas próprias dores internas, somos capazes de ajudar o nosso cérebro a processar esses sentimentos no nosso sistema afetivo e emocional.

Assim, nos proporcionando um novo olhar em relação ao que antes tinha apenas a funcionalidade de travas e que, em alguns casos, podem desenvolver até disfunções no nosso aspecto físico, além do psicológico.

Alcançando a conexão com o nosso bem-estar

Os benefícios desse processo vão além de nos ensinar a ressignificar nossos receios. A partir de um novo jeito de enxergar e interpretar nossos medos, conseguimos alcançar uma vida mais equilibrada e, consequentemente, elevar a qualidade do nosso bem-estar em todos os sentidos. 

Podemos passar a praticar ações e atividades que antes eram impensáveis, frequentar novos lugares, nos aproximar de novas experiências e nos lançar em busca de novas conquistas. De uma maneira geral, isso pode representar a abertura de infinitas possibilidades para uma vida mais harmônica e próxima daquilo que desejamos para nós mesmos.

Viu? Nós podemos sim ter uma vida equilibrada quando entendemos que nossos receios e traumas podem ganhar significados positivos. A terapia existe para nos ajudar nisso e em milhares de outros aspectos. E se você deseja conhecer mais para alcançar um cotidiano mais pleno, acesse o link e agende sua consulta: https://danielgabarra.com.br/contato-2/ .

É hora de dar novos significados ao que não é positivo para você. 

Comentários