fbpx
Tudo que você precisa saber sobre a tricotilomania

Tudo que você precisa saber sobre a tricotilomania

Voc√™ j√° ouviu falar da tricotilomania (TTM)? √Č uma desordem comportamental cr√īnica caracterizada pela a√ß√£o de arrancar, compulsivamente, fios do couro cabeludo ou de quaisquer outras regi√Ķes do corpo.

E apesar de causar estranhamento num primeiro momento, esse comportamento √© bem mais comum do que voc√™ imagina e, em boa parte das ocasi√Ķes, √© feito de forma involunt√°ria. Entretanto, a falta de conhecimento da maioria das pessoas √© atribu√≠da ao reconhecimento da TTM como uma disfun√ß√£o mais recente.¬†

Para se ter uma ideia da gravidade dessa a√ß√£o, ela √© t√£o intensa que acaba resultando em grandes falhas capilares, agravando quest√Ķes com baixa autoestima, depress√£o e outras poss√≠veis condi√ß√Ķes j√° existentes, mas ainda silenciadas, na pessoa em quest√£o.

Por que a TTM acontece?

Geralmente, as pessoas que desenvolvem a TTM relacionam esse ato a um período ou estado vivido marcado por algumas características, entre as principais estão:

  • Tens√£o excessiva
  • Tristeza
  • Estresse
  • Agita√ß√£o
  • Ang√ļstia
  • Mudan√ßas dr√°sticas
  • Ansiedade  

A a√ß√£o de arrancar os fios, em meio a essas situa√ß√Ķes, se torna prazerosa e aliviante, transformando essa condi√ß√£o em um ref√ļgio. Logo, a pessoa passa a repetir diversas vezes de forma intencional ou autom√°tica e, at√© mesmo, inconsciente.

Al√©m disso, essa disfun√ß√£o comportamental pode estar atribu√≠da a traumas e viv√™ncias que possam ter deixado marcas negativas na pessoa, desencadeando a tricotilomania, geralmente, na adolesc√™ncia ou na fase adulta.    

Diferen√ßa entre queda de cabelo e TTM 

√Č comum haver queda de cabelo entre homens e mulheres, e isso pode estar atribu√≠do √† gen√©tica e v√°rios outros fatores. Contudo, isso acontece de forma involunt√°ria, sem a a√ß√£o humana, e, geralmente, na fase adulta, ap√≥s os 30 anos. 

J√° a tricotilomania causa grandes falhas capilares at√© em pessoas jovens, na regi√£o da cabe√ßa, barba ou em quaisquer outras partes do corpo e √© sempre atribu√≠da √† a√ß√£o de puxar, cometida pelo pr√≥prio adulto ou adolescente.   

Existem tratamentos?

Apesar de ser um assunto consideravelmente novo, a tricotilomania j√° chama a aten√ß√£o de especialistas de diversas √°reas que buscam formas mais assertivas de tratamento e preven√ß√£o. 

Atualmente, o mais indicado às pessoas nessa situação é a busca pelo acompanhamento psicológico. Claro, as terapias de base cerebral, como o Brainspotting, podem oferecer um grande diferencial nesses casos. Eventualmente, o tratamento também pode ser reforçado com medicamentos ou grupos de apoio, por exemplo.

Ent√£o a dica √© a seguinte: se voc√™ se identificou com alguns dos pontos levantados aqui, √© importante buscar aux√≠lio junto aos profissionais adequados e confi√°veis, e – mais do que qualquer coisa – se entender e compreender que a TTM, bem como outras disfun√ß√Ķes, pode se desenvolver em qualquer pessoa por uma infinidade de motivos, e procurar ajuda √© um ato de amor a si mesmo.