fbpx
O que você precisa saber sobre o Transtorno Bipolar

O que você precisa saber sobre o Transtorno Bipolar

√Č bem prov√°vel que voc√™ j√° tenha ouvido falar sobre o transtorno bipolar ou conhe√ßa alguma pessoa com bipolaridade. Essa quest√£o ganhou muita evid√™ncia na m√≠dia e, consequentemente, no meio social nos √ļltimos anos.

Entretanto, nem todo mundo sabe realmente do que se trata e a real gravidade dessa disfunção. Não à toa, é comum vermos muita gente por aí chamando os outros de bipolar sem, de fato, se tratar do transtorno.

Ent√£o, para deixar tudo isso para tr√°s, este conte√ļdo vai tratar o transtorno com a real import√Ęncia n√£o apenas para quem o possui, mas tamb√©m para os familiares e outras pessoas que convivem com a bipolaridade.  

O que realmente é?

Em um olhar expandido, esse transtorno psiqui√°trico √©, de maneira geral, caracterizado por altera√ß√Ķes no comportamento e leva uma pessoa a oscilar entre momentos de euforia e depress√£o, e com variados graus de intensidade e frequ√™ncia.   

Apesar de nem todo mundo saber, existem diferentes tipos de transtorno bipolar, mas todos eles afetam os n√≠veis de humor, energia e efici√™ncia do indiv√≠duo. Al√©m disso, o temperamento do paciente, como explica o psiquiatra Diogo Lara, em um bate papo muito interessante e inovador sobre o assunto, pode estar associado a essas varia√ß√Ķes de graus da bipolaridade.

Dentre as caracter√≠sticas apresentadas por cada pessoa, que tra√ßam essa linha entre quadros mais sutis e dif√≠ceis de serem diagnosticados, est√£o quest√Ķes ligadas, por exemplo, a traumas, ansiedade, depress√£o e descontrole impulsional. 

Tornando essa instabilidade emocional em um ambiente mais prop√≠cio ao desenvolvimento da bipolaridade em seus variados n√≠veis.    

Demais sintomas 

Existem milhares de sintomas, al√©m das altera√ß√Ķes de humor, que podem ocorrer em pessoas em que o transtorno come√ßa a se manifestar ou at√© mesmo nas que j√° est√£o em tratamento.

Ainda como definiu o especialista Diogo Lara, a bipolaridade pode se manifestar como a exalta√ß√£o dos sentimentos humanos, com tudo ganhando muita intensidade, seja para cima ou para baixo. Com o atingimento das mais amplas paletas de cores do humor das pessoas.  

Al√©m disso, pode-se manifestar-se por comportamentos que destoam do habitual, geralmente relacionados a impulsos, como gastar muito dinheiro, apresentar distor√ß√£o da realidade com planos irreais e algumas outras quest√Ķes como:

  • Euforia sem explica√ß√£o
  • Agita√ß√£o muito elevada
  • Estado de depress√£o
  • Chatea√ß√£o constante
  • F√°cil distra√ß√£o
  • Baixa necessidade de sono
  • Compuls√Ķes em geral
  • Pensamentos acelerados que se atropelam
  • Hiperatividade

Vale ressaltar, novamente, que esses são sintomas gerais e que podem se alternar de acordo com milhares de aspectos que envolvem o indivíduo. Sendo assim, o transtorno bipolar pode se manifestar de formas distintas de acordo com cada pessoa.

Causas e tratamentos   

Como √© de se imaginar, n√£o existe uma causa exata e precisa desse transtorno psicol√≥gico, ou seja, v√°rios aspectos podem influenciar na vida da pessoa e, consequentemente, provocar a manifesta√ß√£o bipolar. 

Desde hist√≥rico familiar ao consumo excessivo de drogas, at√© √†s quest√Ķes biol√≥gicas que afetam a nossa sa√ļde mental, sem deixar de citar traumas, abusos e outras experi√™ncias negativas na vida. Tudo isso pode estar relacionado √† causa.¬†

Recebendo ajuda  

A terapia em suas diversas formas de aplicação é o passo inicial para se iniciar o tratamento! Por meio do acompanhamento psicológico, com profissionais habilitados, é possível identificar as melhores formas de enfrentamento à doença. 

Depois dessa etapa, o paciente recebe o encaminhamento ao profissional da psiquiatria, que o levar√° para outras formas de controlar a bipolaridade, como o uso de medicamentos prescritos e demais acompanhamentos com especialistas de diversas √°reas.

Em conjunto, esses profissionais v√£o ter papel muito importante no controle do transtorno e, consequentemente, na promo√ß√£o de mais qualidade de vida para o portador da bipolaridade e as pessoas ao seu redor.  

Como agir?

O segredo, inclusive para familiares, est√° no acolhimento e no entendimento de que as pessoas merecem e t√™m direito ao respeito e aos tratamentos realmente adequados. Cuidar da sa√ļde mental √© cuidar da vida, √© ter mais bem-estar e qualidade de vida em todos os momentos. 

Para conhecer ainda mais a fundo sobre tudo que foi falado aqui, acompanhe a live especial do Dia Mundial do Transtorno Bipolar com o psiquiatra Diogo Lara, que foi ao ar no dia 30 de março. Basta clicar aqui! 

Ent√£o, agora que voc√™ j√° conhece melhor, sabe que a bipolaridade √© algo s√©rio e requer um acompanhamento rigoroso, livre e longe de qualquer preconceito. E ao sinal de qualquer problema ou inc√īmodo psicol√≥gico, n√£o hesite em buscar ajuda! Todos merecemos e precisamos.¬†¬†