fbpx
Lidando com a insônia na quarentena

Lidando com a insônia na quarentena

O isolamento social já está chegando no seu terceiro mês pra muita gente, ou seja, fazem mais de 90 dias que nossas vidas mudaram completamente. E os impactos desta mudança já se tornaram evidentes e, entre eles, está a insônia.

Mas porquê isso acontece? Por qual motivo o nosso sono fica desregulado mesmo nos casos em que continuamos trabalhando, de casa, e nos mesmos horários? Existem algumas explicações pra isso e são elas, e suas possíveis soluções, que vamos te contar hoje.

O hormônio do estresse      

Você já ouviu falar do cortisol? Ele é o hormônio do estresse, que é liberado em nosso corpo, geralmente, durante as manhãs. A função do cortisol é ajudar o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imune e manter os níveis de açúcar no sangue. Ou seja, ela é fundamental para nosso corpo.

O nível desse hormônio é variável de acordo com as atividades praticadas por cada pessoa no cotidiano e costuma ser desenvolvido de forma mais intensa ao acordarmos, e vai diminuindo no decorrer do dia. 

Então, seguindo essa lógica, se passamos a seguir uma rotina mais caseira, sem enfrentar o trânsito e a habitual correria, o cortisol se mantém no nosso corpo e pode ser produzido pelo organismo inclusive à noite, provocando a dificuldade de dormir. É por isso, por exemplo, que a prática de exercícios é atribuída ao combate à insônia. Além disso, níveis constantemente elevados de cortisol inibem a neurogênese e aumenta o risco da resposta de trauma psicológico aos eventos.

Soluções  

Relógio fisiológico 

A mudança do nosso ritmo de vida, sem sair de casa, comendo em locais diferentes e, até mesmo, dormindo mais tarde ou cedo, afeta diretamente a liberação desse hormônio. Por isso, Tente aproximar seus horários aos dos que eram praticados antes, assim você manterá seu próprio equilíbrio hormonal e estará mais disponível para quando tudo isso passar.

Acompanhamento psicológico 

A questão mental também está atrelada a tudo isso, afinal, com essas mudanças ficamos mais expostos a problemas relacionados ao estresse e ansiedade. Por isso, o acompanhamento com o profissional da psicologia não pode parar. A terapia online é uma ótima alternativa para este momento e proporcionar mais bem-estar mental para sua quarentena. Bem como o Brainspotting, que pode ser especialmente eficaz para ajudar o organismo a equilibrar os níveis do cortisol.

Diversão e trabalho

O lazer também precisa de atenção, ele vai ajudar a manter nossa estabilidade mental e corporal. Então busque por atividades que vá te proporcionar leveza e bons sorrisos, mas, claro, de casa! 

Com o trabalho não é diferente: se você continua desempenhando sua atividade profissional pelo home office, mantenha os horários de início, almoço e término similares ao do presencial, antes do isolamento.

Caso tenha paralisado sua função, procure outra ocupação caseira no período que seria destinado ao trabalho. Tente ler, cozinhar, estudar e tudo mais que for trazer benefícios para sua vida agora e quando tudo voltar ao normal.   

Atividades físicas   

Como te contamos, a exercitação do corpo ajuda na diminuição do cortisol durante o dia e, consequentemente, diminui os riscos da insônia. Então já pode investir nos aplicativos de exercícios à distância e colocá-los em prática. Vai valer a pena em todos os aspectos da sua rotina.

Bom, são dicas que podem ser adicionadas ao seu dia a dia com tranquilidade e já podemos tentar praticá-las hoje mesmo. Vamos lá? Depois me conta se seu sono está de acordo com o que você gostaria. Combinado?